“Consulta online” é permitido?

 

Um dos grandes desafios relatados por profissionais da área da saúde e médicos que estão ativos nas redes sociais, é o alto número de solicitações de “consultas online” via direct ou mensagens privadas. Muitas pessoas confundem a proximidade criada com a atuação nas redes sociais e acreditam que podem substituir uma consulta presencial pelo envio de perguntas diretas para os médicos no Instagram, por exemplo.

Nesses casos, é muito importante deixar claro que cada caso precisa ser analisado individualmente e indicar o agendamento de uma consulta.

Vale ainda salientar que as consultas online são contra as regras atuais estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina, e que você realmente se preocupa com a saúde do usuário, e quer ajudá-lo, não apenas fechar uma consulta.

Deixe claro que você é um profissional qualificado e que respeita as regras éticas e legais que regem a sua profissão. Quando bem explicada a questão, a maioria das pessoas costuma entender tal restrição, e agrega ainda mais valor na construção da sua imagem profissional.

Posts relacionados

Deixe seu comentário